O Padre João (Mónica) da minha terra!

Hoje, enquanto dormitava levemente entre os meus lençois macios e sonhava um pouco de tudo e um pouco de nada, fui acordado com uma notícia triste e estranha:

pe_jmonica

Vagos | 02-SET-2009 21:59
Faleceu director do Colégio de Calvão (Ag. Ecclesia)
A direcção do Colégio de Nossa Senhora da Apresentação, Calvão, da Diocese de Aveiro, comunicou o falecimento do Padre João Mónica da Rocha, no dia 2 de Setembro.
O funeral do falecido director realiza-se esta Quinta-feira, de Setembro, a partir das 16.00h, na Igreja de Calvão. in Diário de Aveiro

.

.


Podia não ter sido nada, como muitos de vós estarão a comentar neste momento, mas o que é certo é que a noticia tocou-me especialmente! Este Padre que podia muito bem ter sido o que ele quisesse, preferiu cumprir um objectivo que nunca cheguei a entender, e portanto foi o responsável pelo casamento dos meus pais (eu sei que vão dizer que os responsáveis foram os meus pais!), pelo meu baptizado, das minhas irmãs e de todos os laços que marcaram todas as gerações de Ponte de Vagos e onde a minha família (toda, de ambos os lados!) está incluída também! Para além disso deixou uma obra enorme que simplesmente marcou e vai marcar todas as gerações futuras por muitos anos mesmo, entre elas o Colégio de Calvão e a construção e orientação de toda a aldeia de Ponte de Vagos.

Eu sei que ninguém o conhece e nem tão pouco querem saber o que fez ou o que foi, mas a razão pela qual estou a escrever no blogue não é a de anunciar a morte deste Padre que não quis ser mais que isso. A razão pela qual escrevo desta noticia é porque este senhor, já entrou em muitas das nossas discussões acerca da Religião e o nosso gnosticismo/agnosticismo/ateísmo em relação a estas matérias… Por inúmeras vezes referi nas nossas conversas, que existia um Padre, que foi o melhor que vi até hoje e que me marcou profundamente, do qual todas as vezes que o ouvia falar nas suas celebrações, não me atrevia a discordar (discordando) tamanha era a sabedoria e conhecimento que ele conseguia transmitir. Eu juro, que muitas vezes ia com o único propósito de me certificar que ele estava completamente errado, mas vinha sempre com outro propósito diferente…

Eu nasci e fui criado a ouvir a voz deste senhor… estão a ver o desenho? E todos nós mais tarde ou mais cedo tendemos a pensar que as pessoas com os anos vão ficando ultrapassadas e que as ideias e ideais vão sendo ridiculos, mas de facto tal nunca aconteceu com este… viveu e morreu tal como nasceu, em harmonia com todos!

Não sei porquê, mas nunca tive uma sensação igual… eu nasci do meu sonho e despertei na morte do Padre, é como se o meu inconsciente pela primeira vez tomasse o mesmo rumo da vida normal!

É uma matéria triste eu sei, mas é uma das que mais me fascinam, porque é de facto como se diz “só a morte não tem remédio!”, e temos de aprender e aprendemos de facto a viver com essa fatalidade. É como se fossemos feitos tal como os demais herois e Deuses da Grécia antiga, com um ponto fraco que temos de respeitar e conviver com… se Aquiles morreria pelo calcanhar, nós morremos também, simplesmente… sendo esta a nossa fraqueza. No entanto, é uma fraqueza necessária que não espero que se altere, porque é o que faz de nós Humanos e entes renováveis. Confesso, que a ideia de imortalidade me agrada, mas também não sei até que ponto…

Encaro de certa forma, a vida e a morte, como as Primaveras, os Verões, os Outonos e os Invernos do tempo, todas as estações são importantes para a renovação da natureza tal como a nossa vida é. Precisamos de ser assim, caso contrário não veriamos outra Primavera…

Assim vos deixo com estas reflexões, um pouco em tom de desabafo e confissão e numa sincera vontade de o ver reconhecido até pelos que não o conheceram, o saudoso Padre João!

Quem sabe ele tivesse mesmo razão e um dia o veja de novo… duvidando! ;)

15 thoughts on “O Padre João (Mónica) da minha terra!

  1. Olá, meu nome é Carla Rocha, sou brasileira, nascida em Santos. Sou prima de 2º grau do Padre João Monica. E costumava brincar que meu Pai e Ele eram tão parecidos fisicamente que mais pareciam irmãos!!! Quando colocavam suas boinas, ficavam muito mais parecidos!!!
    Foi com grande alegria que tive conhecimento deste blog ontem, através da também Prima Rosely de Souza. que por 20 anos teve a oportunidade de conviver um pouco mais com ele, apesar de ter se fixado em Lisboa! Quanto a mim, tive o prazer de conhecê-lo muito pequena, de forma tímida, mas numa das últimas viagens que fez ao Brasil , num encontro familiar na casa de Praia da Vó Nazareth – (minha Tia-Avó , sua Tia) pude sentar, conversar e conhecer a alma desse Ser simpático, de fala leve e sorriso aberto! Em 2008 ele recepcionou e acolheu calorosamente meus Pais numa viagem que os colocou em contato com nossas origens.. Embora vivendo um momento muito delicado com o falecimento de sua mãe, naquele mesmo dia, fez do luto uma lição de vida e mostrou a todos através de sua postura de que de nada adianta conhecer as Escrituras, se não praticarmos seus ensinamentos. Mostrou que devemos celebrar a vida enquanto estamos aqui, vivos…. E foi o que fez. Cuidou de sua mãe até o fim…Consolou seus irmãos, sobrinhos e seguiu adiante. Serviu de ponte entre os demais familiares e mesmo com sua rotina extremamente atribulada, foi o melhor de Cicerone que meus Pais poderiam ter…Sempre com um sorriso no rosto e boas palavras.Era impossível não se contagiar com a “aura” de generosidade e gentileza que deixava por onde passava… O Colégio (meninas dos seus olhos!!!) foi apresentado com a alegria de alguém que trazia no coração a sabedoria da importância da Educação na vida de um cidadão. Cada testemunho que leio só comprova que ele foi um feliz Missionário da Luz!!! Feliz daquele que teve a oportunidade do seu convívio!!! O que me aquece a alma é guardar seus feitos, seus gestos e suas palavras sempre tão amorosas e sábias e a alegria de saber que ele fez a diferença na vida de tantas pessoas e que passados tantos anos entre o nosso encontro e o encontro com os meus Pais, guardava meu cartão de visita de recém formada na área jurídica. Gratidão Padre João. Que você tenha encontrado nossos antepassados em sua nova morada e esteja sentado a mesa trocando estórias e fazendo o que você sabe fazer melhor…plantar sementes do Bem!!! Beijo grande no seu coração _/\_.

  2. Olá, meu nome é Carla Rocha, sou brasileira, nascida em Santos. Sou prima de 2º grau do Padre João Monica. E costumava brincar que meu Pai e Ele eram tão parecidos fisicamente que mais pareciam irmãos!!! Quando colocavam suas boinas, ficavam muito mais parecidos!!! Foi com grande alegria que tive conhecimento deste blog ontem, através da também Prima Rosely de Souza. que por 20 anos teve a oportunidade de conviver um pouco mais com ele, apesar da vida corrida que levava em Lisboa! Quanto a mim, tive o prazer de conhecê-lo muito pequena, de forma tímida, mas numa das últimas viagens que fez ao Brasil e ele, pude sentar, conversar e conhecer a alma desse Ser Simpático, de fala leve e sorriso aberto! Em 2008 , recepcionou e acolheu calorosamente meus Pais numa viagem que os colocou em contato com minhas origens.. Embora vivendo um momento muito delicado com o falecimento de sua mãe, naquele mesmo dia, fez do luto uma lição de vida e mostrou a todos através de sua postura de que de nada adianta conhecer as Escrituras, se não praticarmos seus ensinamentos. Mostrou que devemos celebrar a vida enquanto estamos aqui. E foi o que fez. Cuidou de sua mãe até o fim…Serviu de ponte entre os demais irmãos e primos, e mesmo com sua rotina extremamente atribulada, foi o melhor de Cicerone que eles poderiam ter…Sempre com um sorriso no rosto e boas palavras.Era impossível não se contagiar com a “aura” de generosidade e gentileza que deixava por onde passava… O Colégio (meninas dos seus olhos!!!) foi apresentado com a alegria de alguém que trazia no coração a sabedoria da importância da Educação na vida de um cidadão. Cada testemunho que leio só comprova que ele foi um feliz Missionário da Luz!!! Feliz daquele que teve a oportunidade do seu convívio!!! O que me aquece a alma é guardar seus feitos, seus gestos e suas palavras sempre tão amorosas e sábias e a alegria de saber que ele fez a diferença na vida de tantas pessoas e que passados tantos anos entre o nosso encontro e o encontro com os meus Pais, guardava meu cartão de visita de recém formada nárea jurídica. Gratidão Padre João. Que você tenha encontrado nossos antepassados em sua nova morada e esteja sentado a mesa trocando estórias e fazendo que você sabe fazer melhor…plantando sementes!!! Beijo grande no seu coração _/\_.

  3. olá!

    não sei quem foi, nunca o conheci, mas sou professor e esta semana deram-me um livro chamado “Livro do Visionário” porque eu também sou um bocadinho apaixonado pela vida e pelos meus miúdos… e ainda não saí da 1ª página, onde está uma dedicatória e um pórtico… e esse pórtico fez-me ter vontade de ir a calvão conhecer o seu autor…

    Como sou de Lisboa, e estou cansado pela última semana de aulas com notas, testes, avaliações… resolvi antecipar caminho e fui antes ao google…

    … percebi então que tinha falecido, e descobri este blog e outra notícia sobre “o imenso adeus …”

    Obrigado pelo vosso testemunho.
    Mas é assim mesmo não é?
    Vem do próprio Mestre…

    Sem conhecer Jesus, porque já tinha morrido, até mesmo os discípulos de Emaús sentiram o coração a arder porque (até por acaso era Ele) lhe falavam das escrituras…

    Obrigado porque eu também sou assim, passar para os outros o melhor que Deus nos deu e todos os dias nos faz viver, saborear, voar, acreditar, sonhar…

    … e para os que viveram mais de perto com Jesus, ou com este vosso Amigo João, fica o meu desejo de que não deixam nunca morrer aqueles que mais vos amam, porque até Deus não deixou o Seu Filho muito, muito, muito, muito, muito, muito …. amado morrer, porque Ele mesmo sabia que a morte jamais terá a última palavra, porque Ele mesmo é a Vida!

    Continuem!
    e obrigado pelo blog!

    manel:)

  4. João,meu amigo sou o Isidro o teu colega de carteira da primeira á quarta classe. Só hoje li na internet nas buscas que faço priodicamente á nossa terra “Calvão”. esta triste noticia que despedaçou o meu velho coração fiquei muito triste pela tua partida mas muito orgulhoso da tua obra.
    Sentidos pesames a toda a familia.

    Isidro de Oliveira Dinis

  5. Boa tarde, apenas por duas vezes contactei com o Padre João Mónica, uma delas num almoço oferecido por ele, não pode deixar de verificar que uma aura de tranquilidade e confiança deixava transparecer no seu rosto… Sou daqueles que acham que as primerias impressões são as melhores. Raramente me engano , na primeira avaliação que faço de uma pessoa, e quando acontece enganar-me, quer seja negativa ou positivamente, normalmente reconheço o meu erro em público, até porque nas funções que desempenho tenho muitas vezes de dar a minha opinião.
    Neste caso tenho a certeza absoluta que não me enganei… era um bom homem.
    As palavras que me apetece dizer são as seguintes: “Padre João, até um dia destes. Ajuda-me a tentar ser cada vez melhor, nesta minha existência terrena. Quando nos voltarmos a encontrar, que eu tenha o meu dever cumprido tal como tu…”

  6. Peço desculpa não entendi? Desde quando é que homenagear alguém é uma falta de respeito?
    Penso que todos compreenderam isso, porque o comentário despropositado?

  7. É engraçado verificar que este senhor deixou um rasto de coisas boas em tantos locais e pessoas que até na net encontro, nos locais mais imprevistos, quem o admire e queira “honrar” com uma pequena referência!
    O Pe João Mónica foi meu padrinho de baptismo, crisma e casamento, desenvolvi com ele uma relação muitíssimo especial. Para mim, o João foi como que um mentor educativo (sou, entre outras coisas, professor), e trabalhou incansavelmente para a união da minha família, nos tempos mais difíceis, por aquilo que somos (eu e a minha esposa) e em que nos fomos tornando, mas também pelo que é hoje o relacionamento com todas as outras pessoas da nossa família.
    Com ele partilhei longas conversas e muitas horas/km’s de carro, muito me explicou e iluminou sobre Deus e os seus mistérios ou sobre as delícias das caldeirada de peixe que fazia!
    Lembro-me de um dia em que precisava de falar com ele e acabámos a fazê-lo ao mesmo tempo que procurávamos no mercado o peixe pra caldeirada “dos encalhados”, como ele ternamente designava o grupo de professores e amigos solteiros, divorciados ou viuvos que reunia frequentemente: ” Então esta gente vive sozinha como eu, e vive aqui, dá a vida pelo colégio, e eu não hei-de fazer alguma coisa pra os alegrar a todos?”, justificava.

    Podia escrever a tarde toda, as recordações são infindáveis, tal como as vidas que tocou com o seu carisma e as coisas que fez pro bem de todos.
    No dia do funeral tive a honra de o levar nos metros finais, não poderia deixá-lo ir sem me despedir dele e o ajudar nesse útlimo percurso.
    Agradeço a todos os que o homegeiam aqui ou noutros locais. Obrigado a todos.

  8. =,,(,,
    Grande homem… grande guerreiro…
    (Dizem k hoje em dia já não ha herois… hj n… nu principio da semana havia…)
    Este homem era um lutador.. para ele nda praticamente era impossivel… nada msm… Nunca virou as costas a ningem… nem mesmo aqueles k n o mereciam… k n mereciam seker k lhes dirigisse a palavra..(kmu o meu caso) ms ele n era assim… nunca foi… nunca os deixou para traz nu campo d batalha… apesar dos ferimentos… msm dps d kuase s esvair em sangue levantava se… estendia sua mao… e dizia: “vem por aki”… “por aki vais encontrar a luz… do teu caminho…” … Mesmo k demore uma vida inteira para A encontrar……..
    So quero deixar um muito OBRIGADO AO PADRE JOAO!!!=..(.. e a praticamente toda a familia k é o colegio de calvao…! Obrigado por tudo… =.(.
    Saudades….
    Continuem a educar e a guiar os vossos alunos com os ideais k ele defendia…!!!
    Anonimo*

  9. Ontem telefonei a um dos meus melhores amigos, e eu perguntei-lhe se ele ainda estava de férias. Ele respondeu-me que não, mas que estava em Calvão (sua terra natal) para ir a um funeral de um Padre. Sinceramente não dei muita importância, mas intrigou-me o facto de ele fazer mais 400km para ir a um funeral. Sei também que não foi pela religião.
    A resposta achei-a aqui neste blog. Obrigado.
    Paz à sua Alma

  10. Apesar da dor que sinto neste momento sei que o P. João continuará presente no coração de todos quantos tivemos o privilégio de o conhecer e com ele CRESCER.
    … verdadeiro mestre, educador, pedagogo, solidário, com infindável alegria, paixão, respeito e amor pelo próximo, criador e fazedor de sonhos…exemplo a seguir…o verdadeiro HOMEM!!

    Força e coragem para todos os que pretendem dar continuidade aos sonhos do nosso P.João.

    Conta comigo! Eu conto contigo!

  11. Quero lembrar o P. João Mónica como construtor de Paz,nas consciêcias dos que com ele cruzamos as nossas vidas, nas famílias e (nas gentes) de que fazia parte de alma e coração.
    A obra do Colégio de Noassa Senhora da Apresentação e a Paróquia de Ponte de Vagos, são a prova real da sua doação às causas que dignificam esta nossa carênciada humanidade

  12. Fui aluna do Padre João Mónica há uns 20 anos (meu Deus! como o tempo passa). Também eu fui acordada com esta notícia e fiquei bastante abalada.
    Foi meu professor na fase da pré-adolescência e adolescência, fase crucial para a nossa formação pessoal. Por isso parte do que sou devo-o também a ele (assim como a outros profissionais do Colégio de Calvão).
    Com saudade, recordo a última vez que nos encontrámos. Ele disse-me: «tenho orgulho no que te tornaste, pessoal e profissionalmente. Tenho orgulho de ter feito parte disso». Foi bom ouvi-lo dizer isto.
    Obrigada por recordá-lo neste seu blog.

  13. os meus mais sentidos pésames sinto muito o falecimento do PADRE JOÃO MONICA FOI EXCELENTE PADRE E EXCELENTE DIRECTOR DO COLEGIO CALVÃO ONDE ANDARAM A ESTUDAR DOIS DOS MEUS FILHOS AGORA DESCANSA NA PAZ DO SENHOR DEPOIS DE TANTO SUFRIMENTO PELA SUA DOENÇA ETERNAS SAUDADES PADRE JOÃO MONICA

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s