Obrigado ou Obrigada?

Já tinha esta dúvida há algum tempo. Parecia-me idiota que uma palavra como ‘Obrigado’ fosse passível de flexão no feminino. Se fosse por essa lógica, ‘Desculpa’ também deveria ser Desculpo para meninos. Se bem que aqui eu era capaz de pensar que como desculpa vem do verbo desculpar, não tem nada que sofrer flexão. Daí, já me tinha metido em conversas e já tinha levado uns quantos açoites verbais acerca disto.

Encontrei agora uma justificação para o facto da palavra de facto poder ser dita de ambas as formas. Logo, perdi. Mas, vinda de um blog, vale o que vale. Fico à espera de uma confirmação oficial de quem de direito e de preferência com base em documentos a sério.

“A palavra obrigada/o é uma forma participial do verbo obrigar e, como tal, admite a flexão no feminino, tal como acontece com “agradecida/o”, do verbo agradecer. Assim, uma mulher pode legitimamente dizer que está, ou que se sente, “muito obrigada” por um favor que alguém lhe fez.
Contudo, tratando-se de uma interjeição, também é natural que muita gente resista à ideia de flexioná-la no feminino, uma vez que as interjeições são invariáveis. Sob esse ponto de vista, tanto um homem como uma mulher podem dizer simplesmente “obrigado”, com a mesma naturalidade com que dizem “olá”, “adeus”, ou “viva”.
Há, portanto, lugar para uma certa ambiguidade na interpretação do termo, conforme este seja encarado como particípio verbal ou como interjeição.
O problema é que a consulta de um dicionário nem sempre nos ajuda a decidir o que fazer (neste caso, dizer “obrigada” ou não). O Dicionário de Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências, por exemplo, apresenta “obrigado” (no masculino) como interjeição (acepção n.º 3) e, ao mesmo tempo, apresenta o respectivo exemplo no feminino (“Obrigada, disse a senhora”), contrariando o princípio de que as interjeições são invariáveis.

Resumindo, a flexão é legítima, por razões etimológicas, mas talvez venha a perder-se, em virtude da classe a que a palavra está agora afecta, quando é usada como expressão de agradecimento.”

Fonte

4 thoughts on “Obrigado ou Obrigada?

  1. Quando eu era estudante, sempre ouvi dizer que obrigado era invariável. No entanto, hoje há uma variação (masculino ou feminino); porém, vejo que em outros idiomas não há variação, como gracias, em espanhol, grazie, em italiano, merci, em francês e por aí vai.
    Mas a língua é dinâmica, e da mesma forma como “namorar o” se transformou em “namorar com” (mudou a regência do verbo), somos obrigados a aceitar o “muito obrigada” dito pela mulher.

  2. Em inglês a forma cortês/formal de dizer “obrigado” era “much obliged” – completamente transponível para o português “muito obrigado”. Claro que a cortesia já não é o que era e a expressão “muito obrigado” hoje em dia pode ser dita sem qualquer sentimento de gratidão associada ;)

  3. Tens aqui a resposta “oficial” (pelo menos da Priberam, acho que tem mais credibilidade):
    http://www.flip.pt/tabid/325/Default.aspx?DID=1008

    Fui ensinado e sempre ouvi dizer que mulheres poderiam (mas não obrigadas a) dizer “obrigada”, enquanto que homens só deveriam dizer “obrigado”.

    Nesse documento que deixo, eles recomendam a que homens apenas digam “obrigado”, e não “obrigada”.

    Embora que essa expressão seja um bocado esquisita no meu ver, pois no fundo as pessoas não são “obrigadas” a fazer nada…

    Cumps.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s