Usando o GSpace para guardar filmes online

**********AVISO**********

Esta entrada refere-se apenas a ficheiros que sejam propriedade privada do manipulador do próprio, não estejam protegidos por Direitos de Autor ou sejam de livre distribuição e divulgação. O autores deste Blog não se responsabilizam pelas ilegalidades que possam vir a ser cometidas a partir da informação aqui partilhada.

**********AVISO**********

Acabaram-se os discos rígidos externos!!

Para o pessoal que anda sempre em viagens sabe o atrofio que é andar a carregar com os discos rígidos para trás e para a frente. Agora até há os discos mais pequenos que basta ligar por USB, mas antigamente os discos eram enormes e era necessário o carregador e tudo mais, carregar com isso em viagens de avião quando o espaço e o peso já é limitado é no mínimo muito incómodo. E mesmo os discos pequenos acabaram-se :D

Depois há também o problema de os disco se avariarem. Felizmente a mim ainda nunca me aconteceu mas para João Duarte (JA prós amigos) isso é o ‘pão nosso de cada dia’.

Deixo-vos neste post mais um conceito. Pequenas coisas que não têm ciência nenhuma mas que por vezes são difíceis de surgir à ideia. :) Já aqui vos tinha deixado um outro conceito em comodidade informática :D

Vou usar os filmes como exemplo pois são os ficheiros com maior tamanho que normalmente lidamos. Mas, obviamente, o conceito pode ser aplicado a qualquer tipo de ficheiros ou árvore de pastas de grande tamanho.

Já falámos aqui de como o GSpace é utilizado para usar o espaço disponibilizado pelas contas de e-mail da Google como repositório de ficheiros online.

Se a isso aplicarmos a compressão de ficheiros em rar em múltiplas partes (file.r00, file.r01, file.r02 …) facilmente obtemos um repositório de espaço infinito online para guardarmos os nosso filmes e séries.

Deixo-vos aqui com a explicação de como arquivar um ficheiro ou pastas em formato múltiplo de rar em linux.

Conselhos:

– criem ficheiros .r00 não maiores que 6 MB. Assim caso a ligação com a vossa conta de e-mail for a baixo vocês não perdem o que já sacaram, podem continuar sem qualquer problema a fazer o download/upload do resto do ficheiros rar.

A velocidade de download do filme a partir de uma conta de e-mail creio que é muito semelhante à velocidade de um download directo. Pelo que com uma boa ligação à net, 600 Kb/s podem ser perfeitamente alcançados.

Uma vez com os ficheiros .r no pc basta clicar no file.r00 e fazer extrair, e dos ficheiros rar será extraído o vosso filme/pasta.

Assim já não precisam de andar com o disco para trás e para a frente cada vez que vão ver um filme à casa dum amigo ou vão fazer o doutoramento para fora :D :D Ah!! É óbvio que este tutorial também se aplica a quem for fazer tese de mestrado.

EDITADO (o dia seguinte):

P.S. – Claro que algumas restrições têm de ser aplicadas. Estive agora a tentar fazer o upload de 700 Megas para o GMail e deparei-me com isto :D

This account has been locked down due to unusual account activity. It may take up to 24 hours for you to regain access.

Unusual account activity includes, but is not limited to:

1. Receiving, deleting, or downloading large amounts of mail via POP in a short period of time.
2. Sending a large number of undeliverable messages (messages that bounce back).
3. Using file-sharing or file-storage software, browser extensions, or third party software that automatically logs in to your account.
4. Leaving multiple instances of your Gmail account open.
5. Browser-related issues. Please note that if you find your browser continually reloading while attempting to access your Inbox, it’s probably a browser issue, and it may be necessary to clear your browser’s cache and cookies.

If you feel that you have been using your Gmail account according to the Gmail Terms of Use, you can troubleshoot your problem by clicking here.

Claro que, não deixa de servir como repositório, mas têm de ir com calma :D :D Apesar de não ter sido 100% sucedida esta dica, também não foi completamente anulada :D

One thought on “Usando o GSpace para guardar filmes online

  1. Pingback: Reparem ali no melão! « Doei Doei

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s